Biblioteca Joanina inspira loja da Comur na Baixa de Coimbra | Coimbraexplore

Construída entre os anos de 1717 e 1728, a Biblioteca Joanina é um dos expoentes  do Barroco Português e uma das mais ricas bibliotecas europeias. Visitada por dezenas de milhares de pessoas é mote de inspiração para o novo estabelecimento na Baixa da Cidade de Coimbra.

Já ouviu falar da Comur? Pois bem, se está em Coimbra, poderá conhecer um pouco da prestigiada marca de conservas, com sede em Murtosa, Aveiro. Fundada em 1942, a Comur continua a crescer e a ter uma forte presença no mercado. Embora a sardinha seja o produto com mais procura, a empresa tem inúmeros produtos, Dourada, Peixe-Espada, Enguias, Atum, Bacalhau Assado, Carapau, Corvina, Filetes de Cavala Linguado, (…).

Situada no Largo da Portagem, no antigo edificio do Banif, mesmo ao Lado da Pastelaria Toledo, abriu a mais recente loja da Comur. Um dos principais icones da cidade de Coimbra, a Biblioteca Joanina, como anteriormente já foi referido, foi a principal inspiração na decoração da loja.

ph. D.C

ph. D.C

Se na Biblioteca Joanina é possível encontrar livros editados entre os séculos XV e XIX, não sendo possível tocar nas prateleiras, na Loja da Comur pode fazê-lo, no entanto a única coisa que poderá retirar das estantes serão latas de conservas bastante arrojadas. 

Desvendando Mitos sobre a loja inspirada na Biblioteca Joanina:

  • À noite, após o fecho da biblioteca, uma colónia de morcegos contribui para a boa manutenção dos livros comendo os insectos. As mesas ficam tapadas com peles que as protegem dos dejectos dos animais. [Caso existam, o melhor será contactar a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE)]

  • No cofre da Biblioteca Joanina encontram-se exemplares de extrema raridade, como uma primeira edição dos Lusíadas, uma Bíblia Hebraica, editada na segunda metade do século XV, de que apenas existem cerca de 20 exemplares em todo o mundo, ou ainda a Bíblia Latina das 48 Linhas – assim chamada por possuir, exactamente, 48 linhas por página – impressa em 1462 por dois sócios de Gutenberg, considerada a mais bela das primeiras quatro bíblias impressas. [Havendo cofre, talvez a única coisa que possa encontrar possa ser um raro exemplar de uma lata de conserva ou o fundo de caixa!]

  • Construída sobre uma prisão medieval, que mais tarde foi prisão académica, a Biblioteca Joanina dá ainda hoje acesso aos subterrâneos, que podem também ser visitados. [Construída sobre um buraco BANIF !].

A presença de um espaço desta natureza, marcará o processo de revitalização da Baixa da Cidade de Coimbra que se tem vindo a sentir nestes últimos anos. Para mais Informações consulte a página oficial da Comur.

Visite a Página de Facebook do  COIMBRAEXPLORE  e consulte os próximos eventos da cidade!

Visite a Página de Facebook do COIMBRAEXPLORE e consulte os próximos eventos da cidade!